13 de set de 2008

abraça-me


col. cristos-bouro sta maria

Um comentário:

Aninhas disse...

Viva!
Ao longo da vida, quando se abraça ou se é abraçado... Se o deve de fazer com o gosto suficiente para que mesmo na ausência fisíca desse abraço, o mesmo possa constantemente ser sentido!

Pode tambem nunca se sentir na realidade o abraço, mas se oferecido, comunicado e guardado, dentro do possivel sempre é recordado!

Um Grande Abraço.

Bem haja!
Boa Continuação e Final de Semana!